MINIMALISMO NA BELEZA. VOCÊ PRATICA MINIMALISMO?

No último dia 13/04/2021 foi realizado a live com Renice Corttezi - CEO da Miwah com a suas convidadas especiais Helena Crizel - CEO da Ella Aplicativo e Rafaela Ingrassia - Biomédica! Na live foi abordado um assunto muito importante nos tempos atuais: Minimalismo na beleza ou você pratica minimalismo?



Minimalismo, esse movimento que conquistou muita gente desde 2017, faz parte do seu cotidiano? Beleza minimalista significa ter poucos produtos, mas de qualidade. A quantidade não importa, isso vai das necessidades de cada um. É importante ressaltar que não é a quantidade de produtos que traz eficácia e efeitos para pele ou rotina de skincare, e sim, a qualidade deles.


Bancada lotada de frascos e potes. Armário cheio de cremes, alguns usados uma ou nenhuma vez. A sensação de que falta muito para ter o arsenal perfeito, mesmo quando você sabe que tem muuuito mais coisas do que realmente precisa.


Se você se identificou, talvez esteja vivendo uma vida maximalista. E, ouso dizer: você já percebeu que quantidade não é a chave para alcançar a felicidade. Se eu acertei até aqui… vamos falar sobre minimalismo e beleza?


Nós passamos a vida ouvindo que, para nos sentirmos completos, precisamos alcançar novas formas de status: seja um emprego invejável, o carro do ano ou um estilo de cabelo igual ao daquela atriz famosa. Nunca devemos nos dar por satisfeitos. Precisamos sempre estar em busca de algo a mais.


E esse algo a mais, geralmente, significa consumir mais.


Novas roupas para impressionar numa entrevista de emprego - ou apenas para atualizar o look. Um novo carro para substituir o antigo, que perde valor de venda a cada ano que passa.


Para seguir a rotina coreana de skincare, com milhares de passos, também precisamos de milhares de produtos. Ter um "banheiro de blogueira" significa encher prateleiras com cremes, óleos, shampoos. Não importa a qualidade - o que conta é a quantidade.


Revertendo a lógica de consumo


Quando falamos sobre a nossa rotina de beleza, é comum pensarmos nos produtos que fazem parte dela. Mas e se você revertesse a lógica para pensar, primeiro, em quais passos ou etapas você realmente ama?

O foco é a sensação, não o produto. O objeto entra como um facilitador, como algo que permite a você chegar ao resultado que lhe deixa feliz.


Digamos que você ame sentir os cachos hidratados, definidos e saudáveis. Para isso, você precisa lavar, tratar e finalizar os seus fios, além de manter o corte em dia.

Pergunte-se e responda, de forma sincera: quantos produtos você precisa para viver essa sensação?


Por que não escolher um bom creme finalizador, em vez de comprar um novo por mês?


Que tal comprar o seu creme preferido num tamanho maior, e aposentar os diversos potinhos pequenos?


É realmente necessário ter vários shampoos no box do banheiro, ou apenas um resolve sua necessidade?

Quando pensamos profundamente em nós e naquilo que amamos - em vez do objeto que nos proporciona essa emoção - fica mais simples desapegar. Também se torna mais fácil escolher aquilo que, de verdade, é essencial.

Iniciar um olhar minimalista sobre a beleza, entretanto, é um exercício constante. Muitas vezes, é preciso lutar consigo mesmo para não comprar algo.

Ter o compromisso de consumir com mais responsabilidade e consciência é importante para, nos momentos difíceis (aquele e-mail marketing com promoções aleatórias, o anúncio no Facebook com 50% de desconto em produtos que você nem está precisando) lembrar do que realmente importa.


Vantagens de começar uma rotina minimalista


Amar a si, não ao objeto

A felicidade vem do efeito emocional causado por uma determinada sensação (ex.: ter o cabelo hidratado), e não do produto ou da compra em si.

Economia


Ao comprar com responsabilidade, investimos melhor o nosso dinheiro - e deixamos de gastar constantemente naquilo que não contribui com a felicidade.


Mais espaço e mais liberdade


Desabarrotar armários é uma sensação ótima! Além disso, agora vai ficar bem mais fácil arrumar a nécessaire para uma viagem, por exemplo.


Fonte: www.descabelado.com

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo