Mundo pós-pandemia: como podemos aprender a cultivar a resiliência!!!


Todo mundo está operando um pouquinho no 'modo sobrevivência'. Nessa hora, é mais difícil conseguir pensar em ser feliz, filosofar e refletir. Mas talvez dê para 'abrir brechas', pensar novas práticas e quebrar hábitos, ainda que à força".


Fugir de casa, agora, é tão arriscado quanto fugir da realidade e das próprias emoções, negando ou deixando de encará-las de frente. "Quando não lidamos bem com o medo, ele acaba se tornando pânico, que é? uma forma de desequilíbrio das emoções".


A palavra do momento é "resiliência", a habilidade de superar situações adversas e se adaptar a novas realidades, transformando experiências negativas em aprendizados para a vida. Não é conversa de coaching: já está em andamento um estudo internacional sobre resiliência psicológica diante do trauma da pandemia, liderado pelo Centro de Investigação em Neuropsicologia e Intervenção Cognitivo-Comportamental da Universidade de Coimbra (Portugal) -- que contará com cientistas de 18 países, entre eles, Brasil, Itália e Japão.


Resiliência é um tipo de elasticidade emocional, que não necessariamente tem a ver com ser feliz, pregar "leveza" ou filosofia "good vibes". Mas, assim como não há chave para pausar o "modo sobrevivência", não há fórmula mágica para ativar o "modo superação". Então onde, afinal, nasce a resiliência?


Instinto e resiliência são expressões do comportamento humano, que dependem de diversos fatores e cada pessoa encontra na sua singularidade mecanismos de defesa ou não para sair desse momento atual. Esse cenário influência nas nossas decisões tanto de consumo como âmbito pessoal e profissional.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo